Marta Nogueira
31 Janeiro 2022
0 Comments

A caminho do céu com Dom Bosco

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Celebramos S. João Bosco! Vamos conhecer mais sobre este santo e pedir que nos ajude a caminhar rumo ao céu com a sua intercessão. S. João Bosco gastou a sua vida pelos jovens…

Giovanni Melchior Bosco nasceu a 16 de Agosto de 1815 em Castelnuovo d’Asti no norte da Itália. Foi o filho mais novo de Francesco Bosco e Margherita Occhiena. João Bosco nasceu numa época de grande fome provocada pelas guerras napoleónicas. Seu pai morreu quando ele tinha apenas 2 anos. Sua mãe, sem instrução literária, mas com rica sabedoria cristã desempenhou um papel fundamental na sua educação, sendo uma das primeiras defensoras dos ideias do filho. Devido à morte do pai e à situação de pobreza em que viviam, João Bosco, muito cedo teve de começar a trabalhar, não tendo frequentado a escola e recebendo a primeira instrução de um pároco.

Aos 9 anos tem um sonho que marcará a sua vida. Por causa desse sonho começa a promover a virtude entre os seus colegas. Para isso, recorre com inteligência a vários jogos e truques organizando espectáculos de malabarismo, acrobacia e magia nos quais incluía oração no início e no final. Assim, ia atraindo crianças e jovens.

Desde cedo nutre um grande desejo de ser padre. Precisa para isso de prosseguir os estudos e mesmo sendo muito jovem não desiste e trabalha numa série de ofícios para poder ao mesmo tempo estudar.

Em 1830, quando tinha 15 anos, conhece José Cafasso, um jovem padre que identificou um talento natural em João Bosco e apoia a sua instrução. É sob sua orientação que em 1835 entra no seminário de Chieri.

A 5 de Junho de 1841 é ordenado sacerdote, e será em Turim, uma cidade do norte da Itália, que irá desenvolver o seu serviço pastoral.

Turim na época era uma cidade italiana como tantas outras que se debatia com os problemas emergentes da industrialização e urbanização agravados pelas consequências do ressurgimento – movimento que procurava a unificação italiana. Muitas pessoas pobres fugiam do campo e acorriam para a cidade à procura de melhores condições. As crianças tantas vezes sem instrução eram também forçadas a trabalhar. E para tantas delas a delinquência e o roubo tornavam-se a solução para sobreviver. João Bosco ficou impressionado com o número de jovens entre os 12 e os 18 anos que encontrou nas suas visitas à prisão.

O jovem padre, que desde cedo sentia no seu coração um imenso amor pelos jovens marginalizados, sentiu-se chamado a dedicar a sua vida a estas realidades.

Desde 1809 que, em Milão, a Igreja Católica mantinha uma proposta de assistência para jovens proporcionando educação, catequese e laser – denominada Oratório.

João Bosco inicia em Turim uma experiência de oratório logo em 1841, a 8 de dezembro. Ele saía ao encontro dos jovens nas ruas, nos mercados, nas favelas. Empenhava-se em encontrar soluções para as suas vidas, trabalho, educação, catequese, laser. Empenhava-se em cumprir o lema de S. Francisco Sales “levar almas para o Céu”.

Depois de sofrer alguma perseguição por parte, quer da Igreja, quer do Estado, Em 1846 estabelece definitivamente o oratório no bairro de Valdocco, bairro de Turim, denominando-o Oratório de S. Francisco Sales, tal era a sua profunda admiração e amizade por este Santo. A seguir ao oratório surgiu uma escola básica, depois uma escola profissional e depois um internato para meninos órfãos. A mãe Margarida acompanha-o em tudo e é uma ajuda extraordinária na obra missionária de João Bosco.

Só para termos uma ideia da grandeza da sua obra, em 1852 ele acolhe 36 jovens e em 1854 já são 115; em 1860 470! E continuará a aumentar nos anos seguintes até atingir o impressionante número de 800 jovens em 1861.

Em 1855, funda a Congregação Salesiana, dando aos seus colaboradores do oratório o nome de Salesianos e em 1859 funda a primeira casa salesiana em Turim. Em 1862, os primeiros salesianos professam os votos de pobreza, castidade e obediência.

Em 1863, os salesianos começam a dedicar-se também aos colégios e escolas católicas. Tal faz com que a obra se dissemine rapidamente.

Em 1872, com a ajuda de Maria Domingas Mazarello, hoje também Santa, funda o Instituto das Filhas de Maria Auxiliadora – o ramo feminino dos Salesianos.

Em 1875, o primeiro grupo de missionários parte para a América do Sul.

Em 1876 funda a Associação dos Salesianos Cooperadores que reunia homens e mulheres leigos disposto a viverem como uma comunidade abraçando os mesmos princípios e ideias de vida dos Salesianos padres ou irmãos.

Quando morre, em 1888, deixa uma congregação com 768 membros, distribuídos por 38 casas na Europa e 26 nas Américas.

Durante q sua vida inicia e conclui a construção da basílica de Nossa Senhora Maria Auxiliadora no bairro de Valdocco em Turim, hoje um importante lugar de peregrinação.

Atualmente, a família Salesiana é composta por 31 comunidades diferentes. A Canção Nova faz também parte desta família. Comungando do grande amor de D. Bosco pelos jovens e pela santidade.

S. João Bosco é beatificado a 2 de Junho de 1929 e canonizado a 1 de Abril de 1934, pelo Papa Pio XI recebendo o título de “Pai e Meste da Juventude”. A sua festa litúrgica é celebrada a 31 de Janeiro, dia da sua morte.

S. João Bosco gastou a sua vida pelos jovens sempre motivado pelo lema “Dai-me almas e ficai com o resto…o que me importa é uma Juventude Santa”. É de certo um grande amigo neste caminho para o Céu; um amigo que diz a cada jovem “ o próximo Santo podes mesmo ser tu!”

Shear it!

Marta Nogueira

Membro da Comunidade Canção Nova. Licenciada em Comunicação Institucional e atua nas Medias Digitais da Canção Nova. instagram: martanogueira.cn

Top
TV CANÇÃO NOVA | DIRETO
Estrada da Batalha - Apartado 199 - 2496-908 Fátima | Tlf.: 249 530 600
© Copyright 2020

TV Canção Nova | Direto


Rádio Canção Nova | Direto


Multimédia