Padre António Justino Filho
07 Março 2022
0 Comments

Tentações: ocasião de as vencer pela força da Palavra de Deus

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A história da humanidade, desde as suas origens, está marcada pelo pecado. E a nossa própria vida não é senão um permanente confronto com as potências do mal.

Estamos no centro do combate e, a cada momento, temos de nos decidir entre o pecado e a graça, o mal e o bem, Satanás e Deus. Mas, depois que Cristo veio e triunfou, por nós, neste combate fundamental, temos a certeza de que também triunfaremos na luta quotidiana contra o mal. Se aderirmos a Ele, poderemos com Ele conhecer a luz da ressurreição. A Quaresma deve levar-nos a renovar a nossa fé no Deus da salvação, que enviou Jesus Cristo a restaurar o plano de amor e felicidade, destruído por Adão. A Quaresma oferece-nos a oportunidade de nos voltarmos para Deus, com todo o nosso ser e de podermos experimentar até onde vão a misericórdia e o amor de Deus.

1ª Leitura: Livro do Deuteronómio 26, 4-10 — A profissão de fé do povo eleito
Entramos hoje na Quaresma, em seguimento do povo de Deus, no momento em que este atravessa o deserto. Vamos com ele fazer a experiência da nossa limitação e da nossa dependência. No deserto não há nada; falta tudo. Mas é aí que se pode aprender a chamar a Deus “Senhor”. Por isso, o povo faz a sua profissão de fé em Deus, e oferece-Lhe as primícias. Hoje, como ontem, o cristão tem de descobrir o primado de Deus como Senhor, para não perder o sentido da sua própria vida.

Salmo 90 (91) — Estai comigo, Senhor, no meio da adversidade.

2ª LEITURA: Epístola de São Paulo aos Romanos 10, 8-13 — Profissão de fé dos que crêem em Cristo
A vida do cristão depende toda da sua fé. É ela que dá sentido a toda sua vida. Sem a fé, a vida não se pode chamar vida cristã. E a fé tem como centro a Pessoa de Nosso Senhor Jesus Cristo, Aquele que morreu e ressuscitou dos mortos. É a fé no Senhor que nos há-de conduzir no caminho de toda a Quaresma e fazer-nos chegar à Páscoa, para também morrermos e ressuscitarmos com o Senhor. Por isso, depois de termos escutado a profissão de fé do povo de Deus no Antigo Testamento na primeira leitura, escutamos agora, nesta leitura, a expressão da fé do povo do Novo Testamento.

Evangelho: São Lucas 4, 1-13 — “Esteve no deserto, conduzido pelo Espírito, e foi tentado”
A Quaresma, ao colocar no primeiro Domingo o Evangelho da tentação de Jesus, leva-nos à consciência da situação em que se encontra, neste mundo, a natureza humana sujeita à experiência da sua fragilidade no meio de todas as tentações, como o próprio Senhor Jesus as quis sentir. Mas as tentações não são logo o pecado, mas antes a ocasião de as vencer pela força da Palavra de Deus, como Jesus igualmente as venceu.

Latest posts by Padre António Justino Filho (see all)
Shear it!

Padre António Justino Filho

Comunidade Canção Nova Portugal. Está neste momento numa imersão missionária na Diocese de Évora

Top
TV CANÇÃO NOVA | DIRETO
Estrada da Batalha - Apartado 199 - 2496-908 Fátima | Tlf.: 249 530 600 (chamada para a rede fixa nacional)
© Copyright 2020

TV Canção Nova | Direto


Rádio Canção Nova | Direto


Multimédia