Padre António Justino Filho
18 Outubro 2020
0 Comments

Ser cristão é viver como missionário, como enviado por Cristo

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

29º Domingo do Tempo Comum, Dia Mundial das Missões. Papa Francisco na sua mensagem para esta jornada exorta-nos para a compreensão do que Deus nos quer dizer nestes tempos de pandemia tornando-se um desafio também para a missão da Igreja.

Liturgia da Palavra

1ª Leitura | Isaías 45, 1.4-6

Salmo 95(96), 1.3-5.7-10

2ª Leitura | 1 Tessalonicenses 1, 1-5

Evangelho | Mateus 22, 15-21

foto | cathopic

O profeta Isaías, em nome de Deus, levanta a voz para anunciar que o povo de Israel, deportado na Babilónia, será finalmente libertado por Ciro, rei dos Persas. Este rei pagão é o ungido do Senhor para uma missão providencial, pois Deus não faz aceção de pessoas, aproveitando todas as boas vontades para realizar os seus planos de salvação.

A segunda leitura apresenta-nos o início da primeira carta de São Paulo aos cristãos de Tessalónica, populosa cidade portuária, rica metrópole comercial, com o nome da irmã de Alexandre Magno. O apóstolo Paulo dá graças a Deus e assim elogia os cristãos desta comunidade: “Recordamos a atividade da vossa fé, o esforço da vossa caridade e a firmeza da vossa esperança em Nosso Senhor Jesus Cristo”. Poderá ele dirigir-me um elogio semelhante?

Os fariseus programaram armar uma cilada a Jesus, sobre um tema que sempre foi delicado, o dever de pagar impostos: “É lícito ou não pagar tributo a César?”. Ficou proverbial a sábia resposta de Jesus, depois de pedir que lhe mostrassem uma moeda do tributo, onde estava gravada a imagem do imperador: “Dai a César o que é de César e a Deus o que é de Deus”. O verbo que Jesus usa tem o significado de “restituir”, isto é: o que pertence às autoridades civis a elas se restitui; e o que pertence a Deus, a Ele se deve restituir. A esfera civil e a esfera religiosa devem respeitar-se mutuamente, sem confusões nem intromissões. Todo o bom cristão deve ser um bom cidadão. Também nisso manifesta a sua fé, que não pode ficar encerrada num templo, mas deve concretizar-se em todos os setores da vida humana: família e trabalho, economia e política.

Celebramos neste domingo o “Dia Mundial das Missões”. Somos desafiados a alargar os horizontes da nossa solicitude até aos confins da terra. A Mensagem pontifícia para esta jornada tem por título uma expressão do profeta Isaías: “Eis-me aqui, envia-me”. Ser cristão é viver como missionário, ou seja, como enviado por Cristo. Assim nos exorta o Papa Francisco na sua Mensagem: “A compreensão daquilo que Deus nos está a dizer nestes tempos de pandemia torna-se um desafio também para a missão da Igreja. Desafia-nos a doença, a tribulação, o medo, o isolamento. Interpela-nos a pobreza de quem morre sozinho, de quem está abandonado a si mesmo, de quem perde o emprego e o salário, de quem não tem abrigo e comida. Obrigados à distância física e a permanecer em casa somos convidados a redescobrir que precisamos das relações sociais e também da relação comunitária com Deus. Longe de aumentar a desconfiança e a indiferença, esta condição deveria tornar-nos mais atentos à nossa maneira de nos relacionarmos com os outros. E a oração, na qual Deus toca e move o nosso coração, abre-nos às carências de amor, dignidade e liberdade dos nossos irmãos, bem como ao cuidado por toda a criação”.

Latest posts by Padre António Justino Filho (see all)
Shear it!

Padre António Justino Filho

Comunidade Canção Nova Portugal. Está neste momento numa imersão missionária na Diocese de Évora

Top
TV CANÇÃO NOVA | DIRETO
Estrada da Batalha - Apartado 199 - 2496-908 Fátima | Tlf.: 249 530 600
© Copyright 2020

TV Canção Nova | Direto


Rádio Canção Nova | Direto


Multimédia