Igreja agradece donativo para restauro do túmulo de Cristo

O Patriarcado Latino de Jerusalém (Igreja Católica) agradeceu em comunicado o donativo do rei Abdullah II da Jordânia para financiar o restauro do túmulo de Cristo na Basílica do Santo Sepulcro, em Jerusalém.

“É uma excelente notícia, uma notícia altamente simbólica uma vez que o Santo Sepulcro é, de entre todos, o lugar mais sagrado para os cristãos de todas as confissões”, refere D. William Shomali, vigário patriarcal latino em Jerusalém, em comunicado enviado hoje à Agência ECCLESIA.

tumulo

A corte jordana informou o patriarca Ortodoxo de Jerusalém, Teófilo III, da “makruma” (doação real de beneficência) do rei Abdullah II, em carta datada de 10 de abril.

O rei da Jordânia é considerado o guardião dos Lugares Santos cristãos e muçulmanos de Jerusalém, desde os acordos de Wadi Araba (1994).

O patriarca Ortodoxo de Jerusalém e a Custódia da Terra Santa (Igreja Católica) anunciaram que o túmulo de Cristo vai ser restaurado, depois das solenidades da Páscoa ortodoxa (1 de maio).

Um estudo científico, previamente realizado, confirmou a existência de sérios problemas de humidade ”ligados à condensação da respiração dos visitantes” e também de oxidação provocada pelo fumo das velas.

“O restauro é possível graças ao acordo conseguido entre as três principais confissões (Ortodoxa-grega, Latina e Arménia) que coabitam na Basílica”, explica a nota do Patriarcado Latino de Jerusalém.

No que respeita ao Santo Sepulcro, a parte que vai ser restaurada está sem qualquer intervenção desde 1947.

Os trabalhos foram confiados a uma equipa grega chefiada pela professora Antonia Moropoulo, da Universidade Técnica Nacional de Atenas.

Fonte: Agência Ecclesia

Nuno Nogueira