Padre António Justino Filho
13 Junho 2021
0 Comments

Espero colher frutos se não os semeei?

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Estamos no 11º domingo do tempo comum! Vejamos o que a Liturgia da Palavra nos ensina:

1ª LEITURA: Profecia de Ezequiel 17, 22-24
O profeta Ezequiel, deportado com o seu povo no exílio da Babilónia, levanta a voz em nome de Deus para animar a todos. O rei Joaquim, último rebento da dinastia de David, tinha sido feito prisioneiro e deportado. Mas, como recordou o Papa Francisco, na sua histórica visita ao Iraque, “a violência e a morte nunca têm a última palavra”, porque esta é do Deus da Vida.

Deus, pelo profeta, usa uma bela imagem: “Do cimo do cedro frondoso, dos seus ramos mais altos, Eu próprio arrancarei um ramo novo e vou plantar-lo num monte muito alto”. É o começo de um ciclo de vida nova, livre e abundante, que alcançará a máxima plenitude em Jesus. É um convite a confiar em Deus, sobretudo quando as certezas e seguranças humanas parecem desmoronar-se. Deus é sempre a nossa rocha firme, seguro inabalável.

2ª LEITURA: Segunda Epístola de São Paulo aos Coríntios 5, 6-10
São Paulo, com realismo, partindo da sua dura experiência de sofrimento, mostra o seu desejo de ir juntar-se com o Senhor, no reino dos Céus. Por outro lado, sente o dever de não fugir às dificuldades do tempo presente, que encara “cheio de confiança”, empenhado em ser agradável a Deus. Um modelo para nós: desejando encontrar o Senhor na plenitude da glória, queremos viver, com generosa intensidade, os compromissos da vida real.

EVANGELHO: São Marcos 4, 26-34
A nossa missão de viver a praticar o bem e de fazer crescer o reino de Deus é um trabalho de paciência, de perseverança e constância. Não podemos esperar colheitas a partir do que não semeámos. Feita a sementeira, há que esperar, com resiliência, o tempo próprio da colheita. Perante as dificuldades do terreno e das condições atmosféricas, importa acreditar na força da semente do reino de Deus. Perante as dificuldades de viver e comunicar a nossa fé no mundo atual, temos de acreditar que a Igreja não é nossa, mas de Jesus Cristo, e que a força da evangelização não assenta nas nossas qualidades e estratégias pastorais, mas na luz e força do Espírito Santo.

Contemplemos ainda o domingo do Senhor com o Salmo 91 (92) – É bom louvar-Vos, Senhor.

Latest posts by Padre António Justino Filho (see all)
Shear it!

Padre António Justino Filho

Comunidade Canção Nova Portugal. Está neste momento numa imersão missionária na Diocese de Évora

Top
TV CANÇÃO NOVA | DIRETO
Estrada da Batalha - Apartado 199 - 2496-908 Fátima | Tlf.: 249 530 600
© Copyright 2020

TV Canção Nova | Direto


Rádio Canção Nova | Direto


Multimédia