Padre António Justino Filho
31 Outubro 2021
0 Comments

E eu? Será que também estou no bom caminho?

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Na nossa existência crente devemos procurar sempre aquilo que é essencial e que, por assim dizer, move todas as dimensões que queremos ver tocadas pela nossa relação com Deus.

imagem | unsplash

Esta procura estabeleceu o diálogo de um escriba com Jesus sobre o maior mandamento e resultou numa resposta bipartida em que nenhuma das partes anula a outra: a Lei de Moisés entendida a partir do olhar de Jesus Cristo resume-se ao amor a Deus e ao próximo ou, se quisermos, resume-se ao amor que ocupa toda a existência e que nos configura a Jesus no seu caminho decidido em direção à sua paixão e morte, ponto cimeiro de uma existência de amor que se traduz no serviço e na oferta da própria vida para a salvação da Humanidade. Neste domingo inicia em todas as dioceses de Portugal a Semana dos Seminários.

1ª LEITURA: Livro do Deuteronómio 6, 2-6 — “Escuta, Israel: Amarás o Senhor com todo o teu coração”
Amar a Deus de todo o coração, acima de todas as coisas, é lei fundamental para todo o homem. Não é novidade trazida por Cristo; constitui princípio absoluto já no Antigo Testamento. Jesus há-de recordá-lo para o levar depois à perfeição. Não é por acaso que o povo judaico, já desde o Antigo Testamento, introduziu esta passagem bíblica na sua oração da manhã diária.

SALMO RESPONSORIAL: 17 (18) – Eu Vos amo, Senhor: Vós sois a minha força

2º LEITURA: Epístola aos Hebreus 7, 23-28 — “Porque permanece para sempre, possui um sacerdócio eterno”
Na continuação dos domingos anteriores, a leitura da Epístola aos Hebreus aprofunda o sentido do sacerdócio de Cristo; ele é superior ao da Antiga Aliança, porque é intransmissível, por isso, eterno. Na glória da ressurreição, em que vive agora para sempre, Jesus intercede por nós, e as acções sacerdotais da Igreja sobre a terra significam e tornam operante para os homens de todos os tempos e lugares o sacerdócio eterno de Jesus Cristo.

EVANGELHO: São Marcos 12, 28b-34 — “Amarás o Senhor teu Deus. Amarás o teu próximo”
Na Nova Aliança, Jesus, o Filho de Deus, leva à perfeição o primeiro mandamento da Lei, o amor de Deus, e declara o amor para com o próximo, o segundo mandamento, semelhante ao primeiro. Reconhecê-lo e aceitá-lo é já um grande dom e o ponto de partida para o pôr em prática. Foi assim a primeira atitude do escriba; e Jesus louvou-o por isso. Ele estava já no bom caminho.

Shear it!

Padre António Justino Filho

Comunidade Canção Nova Portugal. Está neste momento numa imersão missionária na Diocese de Évora

Top
TV CANÇÃO NOVA | DIRETO
Estrada da Batalha - Apartado 199 - 2496-908 Fátima | Tlf.: 249 530 600
© Copyright 2020

TV Canção Nova | Direto


Rádio Canção Nova | Direto


Multimédia