Padre António Justino Filho
02 Fevereiro 2021
0 Comments

Apresentação do Senhor

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Festa vulgarmente conhecida como Nossa Senhora das Candeias ou Candelária, mas trata-se essencialmente de uma festa cristológica – mais do que a Purificação ritual de Maria, quarenta dias após o parto, é a Apresentação de Jesus ao Pai, no Templo, onde o velho Simeão O declara como “Luz das Nações”.

No Oriente é designada festa do “Encontro”. Importante é valorizar o significado da luz e da procissão luminosa como caminhada do Povo de Deus, à luz de Cristo, em demanda da Terra Prometida. Esta festa tem ao mesmo tempo um tom gozoso (alegria de Maria oferecendo o seu Filho ao Pai e júbilo de Simeão e Ana) e doloroso (no ofertório de Maria vislumbra-se já a Cruz e por isso Simeão fala de uma espada que há-de trespassar o coração da Mãe). Estão presentes as três gerações: o Menino Jesus, Sua Mãe e São José, os santos velhinhos Simeão e Ana ( que representam os avós).

Dois temas podem congregar a nossa atenção:

  1. Consagração de Jesus ao Pai e revelação da Sua missão. Jesus é o Ungido do Pai para a Salvação do mundo, Luz dos povos a fim de que ninguém mais caminhe nas trevas. Mas é também um “sinal de contradição”, exigindo um pronunciamento, uma atitude decisiva, não podendo ninguém ficar indiferente.
  2. Atitudes de Maria e de Simeão. Maria oferece o seu Filho ao Pai, gesto que se prolonga até à Cruz, até ao fim dos tempos, gesto que se repete particularmente na hora da Eucaristia, onde o altar são os braços de Maria. Por seu lado, o velho Simeão, “homem justo e piedoso” (como a velha Ana, que “servia a Deus noite e dia”), esperava a “consolação de Israel” e recebe o Menino nos braços proclamando-O “Luz das nações” e glória do Povo de Deus. Depois deste jubiloso encontro, há tanto tempo esperado (Simeão simboliza toda a expectativa da humanidade ), pode morrer em paz, porque os seus olhos viram a Salvação.

Licões/ Propósitos

  • Jesus veio para ser “Luz das nações” – devemos deixar-nos iluminar e ser portadores dessa Luz diante de todos os povos;
  • Jesus é “sinal de contradição”, sendo proibido “servir a dois senhores”;
  • com Cristo, ofereçamo-nos diariamente ao Pai pelas mãos de Maria.

Citação

“Todos nós que celebramos e veneramos com tanta piedade o mistério do Encontro do Senhor, corramos para Ele com todo o fervor do nosso espírito. Ninguém deixe de participar neste Encontro, ninguém se recuse a levar a sua luz. (…) Caminhemos empunhando as lâmpadas. Acorramos trazendo as luzes, não só para indicar que a luz refulge já em nós, mas também para anunciar o esplendor maior que dela nos há de vir. Por isso, vamos todos juntos, corramos ao encontro de Deus”. (São Sofrónio, Sermões)

Shear it!

Padre António Justino Filho

Comunidade Canção Nova Portugal. Está neste momento numa imersão missionária na Diocese de Évora

Top
TV CANÇÃO NOVA | DIRETO
Estrada da Batalha - Apartado 199 - 2496-908 Fátima | Tlf.: 249 530 600
© Copyright 2020

TV Canção Nova | Direto


Rádio Canção Nova | Direto


Multimédia